A.R. Aguinense – 50 Anos

ara_50anos

A.R. Aguinense – Bate, Canta e Pula

A A.R. Aguinense foi fundada a 16 de Abril de 1959 e comemora hoje 50 anos de existência. Desde a data da sua fundação nunca cessou actividade, coisa rara na região, e por isso pode ser considerado um dos clubes históricos da Bairrada e até do distrito de Aveiro. O dia de hoje foi assinalado com uma salva de 21 tiros e com gaiteiros, os Seca-Pipas, de Aguim.

Parabéns ao Aguinense por esta data histórica!

Por volta de 1947, foi criado o Grupo Desportivo Aguinense (com o símbolo do sol e alcachofras na camisola) constituído por grande parte de jovens aguinenses, mas também um número significativo de rapazes da Curia e de Anadia. Dedicava-se ao futebol e equipava com camisola amarela e calção azul (influência do Brasil ou do Estoril Praia?). Era, sobretudo, um grupo de amigos, que se juntavam para disputar torneios, cujas despesas corriam a expensas de cada um. Em 16 de Abril de 1959, constitui-se a Associação Recreativa Aguinense – ARA – que equipava de preto (à semelhança da Académica de Coimbra), com alguns rapazes que estudavam em Coimbra. Por essa época , revitalizou-se o Grupo Desportivo Aguinense, que tinha caído numa certa modorra, ao que supõe, por a sua direcção não ter aceite a entrada de algumas pessoas. Era constituído por gente menos jovem, dirigidas por António Gilberto Mira (filho).

As divergências agudizaram-se quando a ARA realizou tentativas para conseguir o antigo campo de jogo (hoje, uma vinha situada na estrada de Vale de Cid), enquanto o GDA o tinha garantido, uma vez que nunca deixara de pagar a renda. A questão resolveu-se, quando Afonso Ramos Bandarra, ferrenho sócio da Académica, ofereceu um terreno para o campo de jogos ARA.

Nasceu assim a rivalidade entre “os pretos” e “os amarelos”. O GDA teve uma actividade curta, mas frutuosa (ganhou, por exemplo, ao Grupo Desportivo da Mealhada, por 3-1, sendo este um grupo de escalão superior e de outra dimensão). Extinguiu-se finalmente em 1961. O ARA aguentou-se e acabou por aglutinar os aguinenses: alargou as dimensões do seu recinto de jogos, com o contributo de pessoas como António dos Santos, na época a residir em Moçambique e as famílias dos Drs. José Rodrigues e António Manuel Simões Faria.

A actividade desportiva da ARA tem sido intensa e importante, não apenas no futebol, sénior e juvenil, como no atletismo, mas o seu historial fica para outra oportunidade.

J. Cerveira Lagoa, in Aqua Nativa n.º 6, Julho 1994

Publicado por

Zé Cipriano
Programador informático. Depois de um site, chamado "Aguim Online" (fundado em 1998), iniciou o "aguim.net" em 2003.
  • Gosto de ver a aldeia que me viu nascer à 55 anos estar na intrenet.
    Sou neta do sr Mariano Lagoa que residia na casa amarela da rua da loja que jávi e está muito bonita.Foi feito um belissimo trabalho de freconsgtrução.
    Já como Guinata não posso dizer o mesmo da casa onde nasci e se tornlou um centro comercial que me recusa  a ver.